top of page
  • Foto do escritorMariana Cunha

ESTÁ SEMPRE ESCORREGANDO DE VOLTA AO SEU NODO SUL?



Em primeiro lugar, tudo o que está ligado ao nosso Nodo Norte é, por natureza, um território totalmente novo para nós. Nós não reconhecemos a energia contida em nosso Nodo Norte pois não tivemos experiências suficientes em torno dessas áreas nesta vida ou em vidas passadas para formar uma crença (ou verdade) a respeito no nosso inconsciente. Portanto, tudo o que é relacionado ao Nodo Norte, naturalmente está muito fora da nossa zona de conforto.


É completamente normal sentirmos medo, resistência e, em muitos casos, julgamento sobre as coisas que estão ligadas ao nosso Nodo Norte.

Por exemplo, alguém com o Nodo Norte em Câncer pode se sentir muito desconfortável, e até mesmo julgar negativamente pessoas mais sensíveis e que expressam suas emoções. Isso acontece pois seu Nodo Sul aprendeu com o acúmulo de suas experiências que não pode perder tempo com os sentimentos, pois isso prejudica sua reputação - que é uma demonstração de fraqueza - e atrapalha sua capacidade de vencer e conquistar seus objetivos. Mas esse julgamento na verdade não passa de um mecanismo de defesa do ego para se manter na zona de conforto do nosso Nodo Sul, pois como nosso ego só consegue reconhecer o que ficou registrado em nosso inconsciente a partir das experiências anteriores, ele processa o novo caminho apontado pelo Nodo Norte como um potencial perigo, e logo ativa o gatilho da resistência, medo ou julgamento para nos “proteger” e nos manter no lugar já conhecido do Nodo Sul.


É por isso que o desenvolvimento intencional do Nodo Norte está tão associado à verdadeira fé e coragem.

A fé na vida e a fé em si são absolutamente essenciais para nos trazer a coragem para avançar. Somente essa fé pode nos fazer transcender o medo do ego de sair da zona de conforto do Nodo Sul, para dar um passo à frente nas novas experiências do Nodo Norte. É por isso que, conhecer bem a temática dos nossos Nodos e como eles se manifestam na nossa vida, nos ajuda demais a manter essa fé e coragem quando é necessário dar os passos em direção ao Nodo Norte, pois temos a confirmação de que é pra lá mesmo que podemos, e devemos ir, e que não precisamos mais nos apegar às crenças e limitações antigas do Nodo Sul que pesam tanto na nossa mente e no nosso coração nessa vida.


Mas não caia na armadilha de querer forçar seu caminho para o alinhamento do Nodo Norte! Ou que uma vez que você descobre e entende os seus Nodos, tudo está resolvido. Essa transição do Sul para o Norte faz parte de um processo inteligente e natural de reequilíbrio cármico e evolução da alma através da experiência humana. É um processo orgânico e gradual de amadurecimento (salvo alguns momentos de saltos quânticos da consciência!). Então, tentar forçar o caminho para o Nodo Norte é como tentar comer uma fruta antes dela estar madura. Não vai descer bem! Aliás, é importante ressaltar que, para qualquer tipo de trabalho de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, precisamos aceitar o fato de que não devemos forçar ser ou fazer nada. Sim, isso é um fato que precisamos aceitar e abraçar.


Precisamos substituir o impulso imediato de achar que temos que mudar - ser ou fazer diferente à qualquer custo - pelo interesse e disponibilidade de compreender e facilitar as transformações conforme elas vão surgindo no caminho, ou seja, trabalhar junto com a Inteligência Superior que direciona o fluxo da nossa vida.


A jornada de cura, aprendizado, manifestação e expansão já está acontecendo, tudo o que precisamos fazer é sintonizar com o que está acontecendo no momento, e entender o que as situações estão nos revelando, ou para onde estão nos levando. E conhecer os temas e padrões de nossos Nodos Lunares é uma poderosa - e objetiva - ferramenta que serve muito bem para nos situar e nos ajudar a construir a confiança e a coragem que precisamos para avançar na expansão e alinhamento do nosso Nodo Norte quando for o momento para isso, e de nos dar compreensão, aceitação e compaixão para que a cura e liberação de velhas energias e crenças do nosso Nodo Sul possa acontecer quando for o momento para isso. E como você sabe quando é a hora de fazer cada um deles? Estando totalmente presente no que está acontecendo agora em sua vida. Confie e respeite o processo em vez de tentar controlá-lo e focar no que deveria, ou não, estar acontecendo. Nosso maior poder floresce quando estamos vivendo plenamente e integralmente nossas experiências!



Comentarios


bottom of page